• Posts
  • Materiais
  • Artigos
  • Cases
  • Tutoriais
ISTE

Antes e depois: quem é o professor moderno da educação 3.0?

Não faz muito tempo que pensar a sala de aula era pensar em cadeiras enfileiradas com um professor à frente e os alunos menos engajados atrás. A imagem pode até mesmo ser selada com uma maçã em cima da mesa e um quadro sujo de giz. Quando perguntados sobre onde adquiriram conhecimentos, era nessa imagem que os jovens encontravam suas respostas.

O mundo já deu muitas voltas ao redor do sol de 1.900 para cá e mudou ainda mais rápido na última década, mas é ainda uma imagem muito próxima a essa que encontramos na maioria das salas de aula ao redor do mundo. Por outro lado, quando perguntamos aos jovens onde é que eles adquirem conhecimento hoje, a resposta não é mais a sala de aula mas, sim, a internet.

Se o aluno já entra em sala de aula conhecendo o assunto e se sua fonte de aprendizagem não é mais a sala de aula, algo se transforma com a figura do professor.

Sabendo disso, separamos as principais competências necessárias para essa mudança.

O professor deve trabalhar a partir da compreensão do tema que o aluno já tem. Como?

  • Inquirir e criar tarefas e condições para que o aluno demonstre o pensamento que já tem sobre o tema
  • Aplicar avaliações formativas para visibilizar o pensamento aos proprio alunos e seus colegas
  • Trabalhar as ideias preconcebidas para que os estudantes possam elaborá-las, contestá-las e, quando necessário, substituí-las.

Os professores devem ensinar assuntos em profundidade, utilizando exemplos para demonstrar o conceito em ação. Como?

  • Escolher uma área temática para aprofundamento e detalhamento
  • Aplicar avaliações que testem o conhecimento profundo – requer atenção com avaliações objetivas, por exemplo.

Estratégias metacognitivas devem ser integradas ao currículo em diversas áreas temáticas

  • Lembrando que metacognição é a habilidade de uma pessoa prever o próprio desempenho em diversas tarefas
  • Aplicar práticas que focalizem a criação de sentido, autoavaliação e reflexão sobre o que funciona e o que precisa ser melhorado

Lembrando que sempre é possível contar com o apoio da tecnologia para aplicar os novos conceitos da Educação 3.0.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais

17 de dezembro de 2018

O que são e para que servem as Diretrizes Curriculares Nacionais?

O sistema de ensino conta com várias regras a serem seguidas. Uma delas são as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN), normas da Educação Básica que embasam o planejamento curricular das escolas….

Políticas públicas
4 de dezembro de 2018

Entenda como as mudanças na BNCC impactam o vestibular

Em abril de 2018, o Ministério da Educação (MEC) apresentou a versão final da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), uma proposta polêmica e que influencia toda a Educação Básica. O…

VER MAIS POSTAGENS

Pesquisa

MAIS LIDAS

Como seu candidato pretende melhorar a educação brasileira?Veja como economizar recursos usando o Prova FácilAntes e depois: quem é o professor moderno da educação 3.0?[GUIA] 32 ferramentas gratuitas valiosas para avaliações onlineComo levar o Prova Fácil para sua instituição?Como nossos clientes adotam o Prova Fácil Avaliações para o EAD

As melhores soluções para gerenciar as suas avaliações

SIGA-NOS