• Posts
  • Materiais
  • Artigos
  • Cases
  • Tutoriais
Gestão educacional

Dados na educação: como eles te auxiliam a conhecer melhor seus alunos

À medida em que novas tecnologias não param de surgir, um número crescente de áreas passa a ter seus processos mediados por sistemas digitais, criando uma interface cada vez mais forte com os avanços tecnológicos. No mundo corporativo e empresarial, são bastante disseminados os conceitos, por exemplo, de Análise de Dados e Inteligência de Negócio, e essas práticas estão se mostrando efetivas também para a Educação e as instituições de ensino.

Uma escola gera um grande volume de dados diariamente: notas, frequências, matrículas, documentos, grades curriculares. São informações sobre alunos, professores, funcionários, ex-alunos, conteúdos e, enfim, um material que precisa ser sistematizado e bem gerido.

Por que base de dados importa?

Ao pé da letra, uma base ou banco de dados é um conjunto de arquivos que guardam informações sobre coisas, lugares ou pessoas. Com o aprimoramento digital ao longo dos anos, os mecanismos de armazenamento e acesso a esses registros foram aperfeiçoados e, hoje, representam uma importante ferramenta para a tomada de decisão das instituições.

As tecnologias por si só não representam mudanças concretas: é preciso que haja um controle e um acompanhamento para que os indicativos sejam corretamente interpretados e as informações fornecidas pelos dados sejam convertidas em ações estratégicas.

Dados e acompanhamento pedagógico

Dentre essas ações estratégicas, as principais são relacionadas ao planejamento pedagógico dos professores e orientadores. Os dados fornecem insights sobre o desempenho de alunos e turmas, com informações relevantes que permitem ao professor detectar pontos fortes e fraquezas, definindo quais os conteúdos a serem priorizados.

É muito importante que a instituição e seus educadores estejam atentos à necessidade de identificar as particularidades dos estudantes. Cada um possui facilidades e dificuldades específicas, que precisam ser trabalhadas individualmente no processo de aprendizagem. Inclusive, o Plano Nacional de Educação (PNE), aprovado em 2014, coloca o acompanhamento individual como uma das medidas recomendadas para evitar a evasão de alunos e fazer com que eles concluam o ensino.

Nem sempre, por questões de logística, de horário ou de recursos financeiros, é possível promover um acompanhamento pedagógico individual. É indicado que, em determinada periodicidade, sejam realizados encontros personalizados e atividades auxiliares como monitorias, mas a tecnologia também aparece como uma ótima aliada.

Isso porque os sistemas facilitam e otimizam a organização e gestão dos dados. O Prova Fácil, por exemplo, desenvolvido pela Starline, além da correção automática de provas, armazena informações de alunos e turmas, bem como gera relatórios com diagnósticos. É um espaço que não apenas guarda os dados de maneira segura, em nuvem, como também fornece estatísticas relevantes que orientam tanto os professores, quanto os alunos — que também podem ter acesso a essas informações.

Dados e a avaliação docente

Existem relatórios que medem a qualidade das questões aplicadas, garantindo se são boas ou não e que estejam de acordo com o pedido pela matriz de conteúdo da instituição e certificando que os alunos estão sendo bem avaliados.

Dados e o desempenho nas avaliações externas

Avaliações externas como ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e ENADE (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes) são importantes porque são padronizadas para o país inteiro, ou seja, são ferramentas que permitem diagnosticar a condição da Educação Nacional, de instituições privadas e públicas. A avaliação de cada aluno não é registrada em seu histórico escolar para fins de aprovação ou reprovação na instituição; as notas compõem rankings e análises destinados a avaliar cursos e instituições da educação básica e superior.

O ENEM é usado como forma de ingresso única ou parcial em boa parte das instituições de ensino superior (IES), mas muitos estudantes o realizam também como forma de treinamento para os próximos anos. Já o ENADE tem como objetivo principal medir o rendimento dos estudantes da graduação de IES em relação aos conteúdos programáticos, suas habilidades e competências.

Dados e a qualidade da instituição

Cruzar os dados das pesquisas institucionais com o desempenho das instituições no ENADE pode ser um bom caminho para medir forças e fraquezas de sua instituição. A análise desses dados pode indicar uma nova perspectiva de ação, desde aportes teóricos até as práticas e instrumentos de avaliação. Assim, a orientação de processos e o gerenciamento nas IES tornam-se mais efetivos e, possivelmente, garantem maior qualidade educacional.

Dados e o processo seletivo

Os dados dos cadastrados em seu processo seletivo dizem muito sobre o mercado que você pode atingir, quais os perfis e regiões mais interessadas nos seus cursos, propiciando insights sobre como agir melhor e de forma mais assertiva sobre este público. Saber interpretar e gerir essas informações é essencial para acionar estratégias eficientes.

Dados e o marketing da sua instituição

Gerar simulados abertos, online ou presenciais, é uma boa estratégia para treinar seus alunos, comparar suas médias com candidatos de outras instituições e, também, captar dados de interessados no conteúdo que você está oferecendo. São insumos que permitem que sua equipe de marketing trabalhe campanhas mais específicas e efetivas.

Muito mais que dados

Mais do que registrar, organizar e potencializar a estratégia educacional, os dados, se utilizados adequadamente, podem trazer melhorias também para a gestão comercial, e não apenas informacional, da escola. São aspectos integrados sendo aperfeiçoados em conjunto e que, consequentemente, melhoram os índices de desempenho de professores, estudantes e da instituição como um todo.

Um trabalho sistematizado é sempre mais produtivo, e produtividade é a chave para resultados melhores. O Prova Fácil é uma ferramenta que traz inúmeras funcionalidades que transformam a rotina do professor e da instituição. Não deixe de conhecer o site da plataforma e conferir tudo o que ela oferece!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais

17 de dezembro de 2018

O que são e para que servem as Diretrizes Curriculares Nacionais?

O sistema de ensino conta com várias regras a serem seguidas. Uma delas são as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN), normas da Educação Básica que embasam o planejamento curricular das escolas….

Políticas públicas
4 de dezembro de 2018

Entenda como as mudanças na BNCC impactam o vestibular

Em abril de 2018, o Ministério da Educação (MEC) apresentou a versão final da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), uma proposta polêmica e que influencia toda a Educação Básica. O…

VER MAIS POSTAGENS

Pesquisa

MAIS LIDAS

Como seu candidato pretende melhorar a educação brasileira?Veja como economizar recursos usando o Prova FácilAntes e depois: quem é o professor moderno da educação 3.0?[GUIA] 32 ferramentas gratuitas valiosas para avaliações onlineComo levar o Prova Fácil para sua instituição?Como nossos clientes adotam o Prova Fácil Avaliações para o EAD

As melhores soluções para gerenciar as suas avaliações

SIGA-NOS